STF julga hoje se tira Cunha da linha sucessória

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) deverá julgar ainda hoje, ação proposta pela Rede que pede a saída do deputado Eduardo Cunha do cargo de presidente da Câmara. Se Dilma for afastada, Cunha é o primeiro na linha sucessória do vice Michel Temer. Diz os jornais que a tendência dos ministros é impedir o parlamentar de ocupar a Presidência da República, em caso de vacância, porque ele é réu no âmbito da Lava Jato, situação proibida pela Constituição.

Comentários