População eloidesouzense se sente insegura e pede mais ação

Uma nova onde de roubos e assaltos quase que diariamente em Elói de Souza vem chamando a atenção da população eloidesouzense que a cada dia se sente mais desprotegida nas ruas e até em seus próprios lares. Ficar nas calçadas conversando, passear nas ruas, fazer visita a amigos dentre outras ações que nos era habitual, agora passou a ser um grande risco para todos.

A ousadia desses grupos é tanta que já se espalha entre os cidadãos um ambiente de medo e impotência diante das ações cada vez mais arrojadas desses grupos de malfeitores. Não se sabe quantos grupos existam, mas há fortes indícios de que menores de idade estejam infiltrados neles e isto passa ser mais um grave problema a ser discutido.

É preciso que todas autoridades constitucionalmente legítimas do município sentem em uma mesa de discussão sobre quais diretrizes devam ser tomadas afim de encontrar soluções para uma política interna de segurança pública capaz de pelo menos melhorar a qualidade de vida dos seus moradores. Não podemos mais fechar os olhos para esse problemão que ora enfrentamos é preciso ação!

No meu entendimento, algumas medidas podiam ser adotadas como forma de melhorar o poder de vigilância. Por exemplo: o aumento da guarda noturna com a inclusão de mais homens equipados com fardamento, motocicletas e rádios transmissores para maior mobilidade entre eles e a instalação de câmeras de segurança em pontos estratégicos da cidade. É claro que não resolve totalmente a situação, mas tenho certeza que contribuiria muito em eventuais ações investigativas.

Comentários