Preocupante; relator do orçamento sugere corte de 35% no Bolsa Família

Ricardo Barros PP-PR
No meu entender brincar com as condições financeiras dos mais pobres não é uma boa ideia. Submete-los ao regresso a um estado de miséria seria a maior judiação que alguém pode encontrar contra os seres humanos. Mas, não é bem assim que enxerga o deputado Ricardo Barros (PP-PR), relator do Orçamento de 2016.

O parlamentar sem coração tenta encontrar uma fórmula de jogar milhares de famílias brasileiras de volta a extrema pobreza, sugerindo uma redução de 35% dos recursos destinados ao maior programa de distribuição de renda no país, o Bolsa Família.

Um levantamento realizado pela Secretaria de Renda da Cidadania (Senarc) alerta que caso esse atentado às famílias mais pobres venha se concretizar, 23,2 milhões de beneficiários deixariam o Bolsa Família e 7,97 milhões entrariam na faixa de renda que caracteriza a pobreza extrema. Atualmente o programa atende 47,8 milhões de pessoas, cerca de 23% da população brasileira.

Comentários