STF reteve valores de cunha no exterior

O Supremo Tribunal Federal (STF) através do ministro Teori Zavascki, relator dos processos da Operação Lava Jato, determinou ontem (22), a transferência ao Brasil do dinheiro depositado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), contas secretas na Suíça. O total corresponde a aproximadamente R$ 9,6 milhões. Ontem, 22 volumes de documentos e provas contra o deputado foram inseridos no inquérito que corre contra Cunha no STF, para investigar suposta ligação entre as contas suíças e o desvio de recursos da Petrobras.

Comentários