Atitude de Fátima seria o prenúncio de rompimento com Robinson?

Bem, não sabemos ao certo e muita coisa ainda deva estar pra girar nessa nova tomada de posição da senadora petista Fátima Bezerra que colocou a disposição do governo, os cargos de Diretor-geral e Adjunto da Fundação José Augusto que seriam de indicação dela. Segundo corre a notícia, que houve um descontentamento da parlamentar sobre as atitudes tomadas pelo governador Robinson Faria em não dar austeridade na execução de projetos do órgão que era comandado por pessoas ligadas a ela.

Mas a situação apenas agravou-se nas últimas horas, assim conta a imprensa, que há cerca de um mês, já se prenunciava a insatisfação de uma corrente petista que não viu com bons olhos a atitude do governo em exonerar a secretária adjunta da Educação, Maria do Socorro da Silva, amiga da senadora, que logo após ela pedir em público ao governador mais "sensibilidade" à greve da UERN.

Uma outra situação de descontentamento foi provocada pela troca do presidente da CBTU/RN, João Maria Cavalcanti, pessoa com ligação política com a senadora Fátima Bezerra, por Leonardo Diniz, indicação do deputado Fábio Faria. Outro cenário relembra a declaração do governador de querer candidatura própria do partido ao cargo de prefeito de Natal, contrariando um suposto acordo com o seu líder na Assembleia Legislativa, Fernando Mineiro (PT), em apoiar a candidatura do petista ao cargo e por aí vai...

Comentários